Revista dos Benefícios

ADEUS OFICIAL para pagamento na Claro, Vivo e Tim: Nova lei de Lula tem martelo batido e garante internet de GRAÇA hoje (17/05) mesmo!

Claro, Vivo e Tim
Claro, Vivo e Tim – Imagem: Reprodução.

O acesso à internet tornou-se um direito fundamental na era digital, permitindo a conexão com o mundo e abrindo portas para oportunidades educacionais, profissionais e de entretenimento.

Entretanto, nem todos os brasileiros tiveram a mesma facilidade de acesso a essa ferramenta tão essencial. Felizmente, uma nova lei promulgada pelo presidente Lula promete mudar esse cenário, garantindo internet gratuita para milhares de estudantes de famílias de baixa renda em todo o país.

O governo federal, liderado pelo presidente Lula, lançou recentemente uma iniciativa crucial para ampliar o acesso à internet no Brasil.

Chamada de “Internet Brasil“, essa política pública visa fornecer chips de internet gratuitos a estudantes da rede pública de ensino, beneficiando aquelas famílias de baixa renda.

Essa medida representa um passo significativo na direção de uma sociedade mais justa e conectada.

Quem será beneficiado pela distribuição de Chips Gratuitos?

De acordo com as informações divulgadas pelo Ministério das Comunicações, o programa “Internet Brasil” tem como público-alvo estudantes da educação básica da rede pública de ensino que estão inscritos no CadÚnico.

Essa busca iniciativa garante que esses alunos possam acompanhar aulas on-line e realizar pesquisas acadêmicas, independentemente de sua condição socioeconômica.

O processo de inscrição e distribuição dos Chips

Para ter acesso aos chips de internet gratuitos, os estudantes devem cumprir alguns requisitos simples. Primeiramente, é necessário estar inscrito no CadÚnico, o cadastro unificado de programas sociais do governo.

Além disso, é preciso possuir um dispositivo móvel compatível e ser aluno da rede pública de ensino, não podendo haver obtenção de chip de outros programas semelhantes.

Após atender a esses critérios, basta aguardar a distribuição das fichas, que será realizada pelas próprias escolas.

O impacto nas Operadoras de Telecomunicações

Embora a implementação dessa nova lei de internet gratuita possa representar um desafio para as grandes operadoras, como Vivo, Claro e Tim, que poderão perder alguns clientes, essa medida é fundamental para garantir que os estudantes de famílias de baixa renda tenham acesso à conectividade digital.

Afinal, a internet tornou-se uma ferramenta indispensável para o desenvolvimento acadêmico e a inclusão social. Segundo dados, o acesso à internet no Brasil vem crescendo significativamente ao longo dos anos.

Em 2021, 74,7% dos lares rurais e 92,3% dos lares urbanos tinham acesso à rede. Já em 2022, esses números aumentaram para 78,1% e 93,5%, respectivamente.

Em 2023, o uso da internet alcançou 84% da população brasileira, ou 156 milhões de pessoas. Essa tendência de expansão do acesso digital é fundamental para o desenvolvimento do país.

Ampliando a cobertura de sinal de Wi-Fi

Além da distribuição de chips, o Ministério das Comunicações Gratuitas também está realizando um programa de digitalização, com o objetivo de ampliar a cobertura do sinal de Wi-Fi em todo o território nacional.

Essa iniciativa busca garantir que a internet esteja disponível de forma cada vez mais abrangente, especialmente em áreas rurais e regiões mais remotas.

A disponibilidade de internet gratuita para estudantes da rede pública representa uma importante ferramenta para o desenvolvimento acadêmico.

Ao ter acesso à conectividade digital, esses alunos poderão acompanhar aulas on-line, realizar pesquisas, ter acesso a conteúdo educacional multimídia e se envolver em atividades de aprendizagem de forma mais eficaz.

Essa iniciativa pode ser um divisor de águas na jornada educacional de milhares de jovens brasileiros.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação

Política de privacidade e cookies