Direitos do TrabalhadorGeralINSS

INSS ficou para trás! Lei em vigor garante mais de R$2 mil por mês a idosos em 2024 e deixa milhares de brasileiros boquiaberta

INSS ficou para trás! Lei em vigor garante mais de R$2 mil por mês a idosos em 2024 e deixa milhares de brasileiros boquiaberta
INSS ficou para trás! Lei em vigor garante mais de R$2 mil por mês a idosos em 2024 e deixa milhares de brasileiros boquiaberta – Imagem: Revista dos Benefícios.

A aposentadoria é um benefício crucial para muitos brasileiros, especialmente para os idosos que precisam de uma fonte de renda estável após anos de trabalho.

No entanto, nem sempre o valor pago pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) é suficiente para suprir as necessidades dos aposentados.

Felizmente, uma nova lei entrou em vigor em 2024, trazendo uma ótima notícia para uma parcela desses idosos.

Valor superior a R$ 2 mil garantido por Lei

De acordo com a nova lei, alguns idosos brasileiros terão direito a receber mais de R$2 mil por mês a partir de 2024.

Esse valor é bem superior ao salário mínimo, que atualmente está fixado em R$1.412. Essa diferença significativa se deve a uma combinação de benefícios que esses idosos podem acessar.

Benefício de Prestação Continuada (BPC)

O Benefício de Prestação Continuada (BPC) é um dos programas que podem contribuir para esse valor mais alto. Para ter acesso ao BPC, a pessoa precisa ter 65 anos ou mais de idade, comprovar renda familiar per capita de até 1/4 do salário mínimo e estar cadastrada no CadÚnico.

Bolsa Família

Além do BPC, os idosos elegíveis também podem receber o benefício do Bolsa Família, desde que atendam aos requisitos desse programa. A renda per capita familiar deve ser de no máximo R$218 por pessoa, e o cadastro no CadÚnico também é obrigatório.

Somando os benefícios; quem tem direito aos R$ 2 mil

Ao somar os valores do BPC (1 salário mínimo) e do Bolsa Família (mínimo de R$600), o idoso pode chegar a receber mais de R$ 2 mil por mês. Em alguns casos, esse valor pode ser ainda maior, dependendo da composição familiar e de eventuais benefícios adicionais, como o auxílio-gás, que adiciona R$100 à quantia.

Para ter acesso a esses valores acima do salário mínimo pago pelo INSS, o idoso precisa atender a todos os requisitos tanto do BPC quanto do Bolsa Família. Isso significa ter 65 anos ou mais, comprovar renda familiar per capita baixa e estar devidamente cadastrado no CadÚnico.

Requisitos do BPC

Os principais requisitos para receber o BPC são:

  • Ter 65 anos ou mais de idade;
  • Comprovar renda familiar per capita de até 1/4 do salário mínimo;
  • Estar cadastrado no CadÚnico.

Requisitos do Bolsa Família

Já para o Bolsa Família, os principais requisitos são:

  • Renda per capita familiar de até R$218 por pessoa;
  • Cadastro atualizado no CadÚnico.

Portanto, se o idoso atender a todos esses critérios, poderá receber os benefícios do BPC e do Bolsa Família, somando mais de R$2 mil mensais.

Calendário de julho do INSS

Em julho, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) iniciará os depósitos de aproximadamente 39 milhões de benefícios, abrangendo tanto as modalidades assistenciais quanto previdenciárias.

Esse montante expressivo engloba 5.657.745 benefícios assistenciais e 33.379.120 previdenciários, refletindo o alcance abrangente do sistema de seguridade social brasileiro.

As datas específicas de pagamento variam de acordo com o valor do benefício recebido. Os depósitos destinados a beneficiários que recebem até um salário mínimo seguem um cronograma distinto daqueles cujos rendimentos mensais superam esse piso nacional.

O cronograma detalhado para esses benefícios é o seguinte:

Para quem recebe um salário mínimo

  • Final 1: 25 de julho;
  • Final 2: 26 de julho;
  • Final 3: 29 de julho;
  • Final 4: 30 de julho;
  • Final 5: 31 de julho;
  • Final 6: 1 de agosto;
  • Final 7: 2 de agosto;
  • Final 8: 5 de agosto;
  • Final 9: 6 de agosto;
  • Final 0: 7 de agosto.

Para quem recebe mais que o salário mínimo

  • Finais 1 e 6: 1 de agosto;
  • Finais 2 e 7: 2 de agosto;
  • Finais 3 e 8: 5 de agosto;
  • Finais 4 e 9: 6 de agosto;
  • Finais 5 e 0: 7 de agosto.

Acesso ao Extrato do INSS

Os segurados podem acessar facilmente o extrato de pagamentos do INSS por meio do aplicativo móvel ou do site Meu INSS. Para obter acesso, é necessário efetuar login com a conta Gov.br, que é a plataforma unificada para os serviços digitais do governo federal.

Tanto no aplicativo quanto no site, os beneficiários podem verificar informações essenciais, como:

  • Extrato de pagamento de benefícios;
  • Valores a serem recebidos no próximo calendário;
  • Datas de pagamento específicas;
  • Agendamento ou remarcação de perícias médicas;
  • Utilização de outros serviços relacionados aos benefícios da seguridade social.

Carolina Ramos Farias

Redatora do Revista dos Benefícios, é Graduada pela Universidade do Estado da Bahia - UNEB. Especialista em redação sobre Direitos do Trabalhador e Benefícios Sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *