Artigos

Quais documentos levar no CRAS para atualizar cadastro do Bolsa Família

Bolsa Família
Bolsa Família – Imagem: Revista dos Benefícios.

Quais documentos levar no CRAS para atualizar cadastro do Bolsa Família é, sem dúvidas, uma das perguntas mais recorrentes dos brasileiros.

A atualização regular do cadastro do Programa Bolsa Família é essencial para garantir a continuidade dos seus benefícios mensais. Recentemente, a lista de documentos necessários para essa atualização passou por algumas mudanças importantes.

Antes de mais nada, é importante destacar que o Programa Bolsa Família é concedido com base nos dados do Cadastro Único, um sistema governamental que reúne informações socioeconômicas de famílias de baixa renda. Por isso, é importante saber quais os documentos levar no CRAS para atualização do Bolsa Família.

Manter esses dados atualizados é fundamental, pois qualquer alteração na composição familiar, endereço ou renda pode impactar a elegibilidade e o valor do benefício recebido.

De acordo com informações recentes, cerca de 7 milhões de famílias foram notificadas sobre a necessidade de atualizar seus dados no início de 2024. Essa iniciativa demonstra o compromisso do governo em garantir a precisão e a integridade do Cadastro Único, beneficiando aqueles que realmente necessitam do apoio do Bolsa Família.

Opções para Atualização do Cadastro Único

Existem duas formas principais de atualizar o Cadastro Único: pela internet e presencialmente no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de sua localidade.

Atualização do Cadastro Único pela Internet

Para realizar a atualização online, o beneficiário deve baixar o aplicativo do Cadastro Único, disponível para Android e iOS. O acesso é feito por meio da conta Gov.br, onde é possível verificar o status do cadastro:

  • Vermelho: Cadastro desatualizado, sendo necessária a atualização presencial no CRAS.
  • Amarelo: Cadastro prestes a ficar desatualizado, indicando a necessidade de uma revisão.
  • Verde: Todas as informações estão atualizadas.

Nessa modalidade de atualização online, nenhum dado é alterado – o beneficiário apenas confirma que as informações permanecem iguais.

Atualização Presencial no CRAS

Caso o cadastro esteja com status vermelho, indicando a necessidade de uma atualização, o beneficiário deve comparecer pessoalmente ao CRAS de sua região. Nesse caso, a documentação necessária dependerá da composição familiar, conforme detalhado a seguir.

Documentos Necessários para Atualização do Cadastro do Bolsa Família

Famílias com Responsável Familiar

Para as famílias com responsável familiar, os seguintes documentos para atualização do cadastro do Bolsa Família no CRAS devem ser apresentados:

Do Responsável Familiar:

  • CPF, preferencialmente, ou Título de Eleitor
  • Documento de identificação com foto
  • Comprovante de endereço ou, na falta deste, declaração de residência assinada pelo responsável familiar

Dos demais membros da família:

  • CPF, preferencialmente, ou Título de Eleitor
  • Certidão de Nascimento ou Casamento
  • Carteira de Identidade ou Carteira de Trabalho

Famílias com Responsável Legal

Nas situações em que a família possui um responsável legal (pessoa com guarda, tutela, curatela ou procuração do beneficiário), os documentos necessários são:

Do Responsável Legal:

  • CPF
  • Documento comprobatório da representação legal

Da Pessoa Representada:

  • CPF, preferencialmente, ou Título de Eleitor
  • Documento de identificação com foto
  • Comprovante de endereço ou, na falta deste, declaração de residência assinada pelo responsável familiar

Dos demais membros da família:

  • CPF, preferencialmente, ou Título de Eleitor
  • Certidão de Nascimento ou Casamento
  • Carteira de Identidade ou Carteira de Trabalho

É importante ressaltar que a apresentação desses documentos é fundamental para a atualização do cadastro e a manutenção do recebimento do benefício do Bolsa Família.

Benefícios Acessíveis por Meio do Cadastro Único

Além do Programa Bolsa Família, o Cadastro Único é a porta de entrada para a concessão de diversos outros benefícios sociais, tais como:

  • Ação de Distribuição de Alimentos (ADA)
  • Benefício de Prestação Continuada (BPC)
  • Carteira do Idoso
  • Concessão de bolsas por entidades com Certificação de Entidades Beneficentes de Assistência Social com atuação na área da educação (CEBAS-Educação)
  • Créditos Instalação do Programa Nacional de Reforma Agrária
  • Facultativo de Baixa Renda
  • Identidade Jovem (ID Jovem)
  • Isenção de taxas de inscrição em concursos públicos
  • Isenções na taxa de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)
  • Plano Progredir – Programa Nacional do Microcrédito Produtivo Orientado
  • Programa Bolsa Família
  • Programa Cisternas – Programa Nacional de Apoio à Captação de Água de Chuva e Outras Tecnologias Sociais de Acesso à Água
  • Programa Criança Feliz
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil
  • Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais
  • Programa Minha Casa Minha Vida / Casa Verde Amarela
  • Programa Nacional de Crédito Fundiário
  • Programa Nacional de Reforma Agrária
  • Sistema de Seleção Unificada – Sisu/Lei de cotas
  • Tarifa Social de Energia Elétrica
  • Telefone Popular – Acesso Individual Classe Especial
  • Programa de Urbanização de Assentamento Precários
  • Projeto Dom Hélder Câmara
  • Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES)
  • Serviços Socioassistenciais

Dessa forma, manter o Cadastro Único atualizado é fundamental para garantir o acesso a essa ampla gama de benefícios e programas sociais.

Prazos e Procedimentos para Atualização do Cadastro

O Ministério do Desenvolvimento Social recomenda que a atualização do Cadastro Único seja realizada a cada dois anos. Entretanto, qualquer alteração na composição familiar, endereço ou renda deve ser informada imediatamente ao CRAS.

Caso o beneficiário seja notificado sobre a necessidade de atualização, ele deve comparecer ao CRAS em um prazo máximo de 120 dias. Essa atualização é essencial para evitar a suspensão ou o cancelamento do benefício do Bolsa Família.

Canais de Atendimento e Suporte

O Ministério do Desenvolvimento Social disponibiliza um canal de atendimento gratuito por meio do número 0800 707 2003, para tirar dúvidas e obter informações sobre o Cadastro Único. O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h.

Atualizando o Cadastro Único pela Internet

Anteriormente, era possível atualizar o Cadastro Único online através da ferramenta “Atualização Cadastral por Confirmação”. Essa opção permitia que as famílias com informações inalteradas pudessem confirmar seus dados sem a necessidade de comparecer pessoalmente.

Entretanto, após o início dos procedimentos de averiguação cadastral, o MDS desativou essa funcionalidade tanto no site do Cadúnico quanto no aplicativo. Atualmente, é necessário agendar um atendimento presencial no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou em outro setor responsável pelo Cadúnico no município para atualizar as informações.

Documentos Necessários para Atualizar o Cadastro Único

Independentemente de ser uma atualização do Cadastro Único ou do Programa Bolsa Família, os documentos requeridos são os mesmos:

  • CPF
  • Documento de identificação com foto
  • Comprovante de endereço

Todos esses documentos devem ser apresentados para cada integrante da família durante o atendimento presencial.

Procedimento de Averiguação Cadastral

O MDS tem realizado um amplo processo de averiguação cadastral, convocando milhões de famílias unipessoais para prestar informações e comprovar a veracidade dos dados registrados no Cadúnico.

Essa iniciativa visa identificar e corrigir inconsistências, garantindo que apenas as famílias elegíveis recebam os benefícios sociais. Em 2023, mais de 8 milhões de famílias unipessoais foram convocadas para esse procedimento, que continua neste ano com a revisão de outros 7 milhões de inscritos.

Termo de Responsabilidade para Famílias Unipessoais

Uma das novidades trazidas pela Portaria nº 889 do MDS é a obrigatoriedade de as famílias unipessoais assinarem um termo de responsabilidade ao se cadastrarem ou atualizarem seus dados no Cadúnico.

Esse termo visa comprometer o beneficiário com a veracidade das informações prestadas, uma vez que o governo federal identificou diversas inconsistências e casos de recebimento irregular de benefícios por parte de alguns inscritos.

Atualização Cadastral Presencial

Devido às mudanças nas regras de atualização do Cadastro Único, atualmente é necessário agendar um atendimento presencial no CRAS ou setor responsável pelo Cadúnico no município.

Durante esse atendimento, o responsável familiar ou legal deve apresentar os documentos obrigatórios de todos os membros da família, conforme listados anteriormente. Essa medida visa garantir a precisão e integridade dos dados registrados no sistema.

Consequências de Informações Inconsistentes no Cadastro Único

O Governo Federal tem adotado medidas rigorosas para coibir irregularidades no Cadastro Único. Famílias que fornecerem informações falsas ou incompletas podem enfrentar consequências, como:

  • Suspensão ou cancelamento dos benefícios sociais
  • Ressarcimento dos valores recebidos indevidamente
  • Possíveis sanções administrativas e/ou judiciais

Portanto, é essencial que os cidadãos mantenham seus dados atualizados e forneçam informações verídicas durante o processo de cadastramento e atualização.

Saulo Moreira

Sou graduado em Ciências Contábeis pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB), com mais de 15 anos em experiência textual e 30 mil textos publicados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *