Revista dos Benefícios

Dinheiro PINGANDO NA CONTA: Novo ’14º salário’ acaba de ser confirmado à nova lista com abono salarial extra de R$117 a R$1.412,00

Dinheiro PINGANDO NA CONTA: Novo '14º salário’ acaba de ser confirmado à nova lista com abono salarial extra de R$117 a R$1.412,00
Dinheiro PINGANDO NA CONTA: Novo ’14º salário’ acaba de ser confirmado à nova lista com abono salarial extra de R$117 a R$1.412,00 – Imagem: Marcello Casal Jr./Agência Brasil.

O PIS/Pasep 2024 está gerando grande expectativa entre os trabalhadores brasileiros. O abono salarial, que será pago a partir desta segunda-feira, dia 15 de abril, desperta dúvidas sobre quem tem direito a receber e como efetuar o saque.

O pagamento do PIS/Pasep 2024 será realizado de acordo com um calendário estabelecido pelo governo. Lembrando que os pagamentos para os trabalhadores aniversariantes em janeiro e fevereiro já foram liberados.

Confira as datas de pagamento de acordo com o mês de nascimento:

  • Nascidos em março – 15 de abril;
  • Nascidos em abril – 15 de abril;
  • Nascidos em maio – 15 de maio;
  • Nascidos em junho – 15 de maio;
  • Nascidos em julho – 17 de junho;
  • Nascidos em agosto – 17 de junho;
  • Nascidos em setembro – 15 de julho;
  • Nascidos em outubro – 15 de julho;
  • Nascidos em novembro – 15 de agosto;
  • Nascidos em dezembro – 15 de agosto.

É importante ressaltar que essas datas são válidas tanto para o PIS quanto para o Pasep, já que o calendário de pagamento foi unificado este ano.

Quem tem direito ao PIS/Pasep 2024?

O abono salarial do PIS/Pasep é destinado aos trabalhadores que atendem a certos critérios estabelecidos pelo governo. Para ter direito ao benefício, é necessário cumprir as seguintes condições:

  • Estar cadastrado no programa PIS/Pasep ou no CNIS há pelo menos cinco anos;
  • Ter trabalhos para contribuições que contribuam para o PIS ou Pasep;
  • Ter recebido até 2 alterações-mínimos médios de salários mensais no período de trabalho;
  • Ter exercido atividade remunerada durante pelo menos 30 dias consecutivos ou não, em 2022;
  • Ter os dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) ou no eSocial do ano-base considerado para apuração (2022).

Além disso, o valor do abono salarial varia de acordo com o tempo de trabalho durante o ano-base. Por exemplo, se o trabalhador atuou durante os 12 meses de 2022, receberá o valor integral, que é equivalente a um salário mínimo nacional. Já se o período de trabalho foi menor, o valor será proporcional.

Como saber o valor a receber do PIS/Pasep 2024?

Para saber o valor a ser recebido do PIS/Pasep 2024, os trabalhadores podem realizar uma consulta utilizando a Carteira de Trabalho Digital ou o portal Gov.br. Essa consulta estava disponível desde o dia 5 de fevereiro. Além disso, é importante salientar que o valor do benefício pode variar entre R$ 117 ,67  a R$ 1.412,00.

Veja as proporções a seguir:

Tempo Trabalhado em 2022 Valor do PIS
1 mês R$ 117,67
2 meses R$ 235,33
3 meses R$ 353,00
4 meses R$ 470,65
5 meses R$ 588,32
6 meses R$ 706,00
7 meses R$ 823,66
8 meses R$ 941,33
9 meses R$ 1.059,00
10 meses R$ 1.176,68
11 meses R$ 1.294,34
12 meses R$ 1.412,00

Como efetuar o saque do PIS/Pasep 2024?

O saque do abono salarial do PIS/Pasep pode ser realizado de diferentes formas, dependendo do banco responsável pelo pagamento. Veja as opções disponíveis:

Caixa Econômica Federal (PIS)

  • Para os trabalhadores que possuem conta corrente ou poupança na Caixa, o valor será depositado diretamente na conta;
  • Para aqueles que não têm conta na Caixa, o dinheiro será depositado em uma conta digital.

Banco do Brasil (Pasep)

  • Os servidores públicos e trabalhadores de empresas estatais que recebem o Pasep devem verificar se houve depósito em conta;
  • Caso não tenha ocorrido o depósito, é necessário comparecer a uma agência do Banco do Brasil com um documento de identificação para realizar o saque.

Uma novidade importante no PIS/Pasep 2024 é a unificação do calendário de pagamento. Anteriormente, os servidores públicos recebiam de acordo com o dígito final do número de inscrição, enquanto os trabalhadores do setor privado seguiam um calendário diferente.

Neste ano, todos receberão de acordo com o mês de nascimento. Essa mudança visa simplificar o processo e facilitar o acesso ao abono salarial por parte dos trabalhadores.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação

Política de privacidade e cookies