Revista dos Benefícios

NOTÍCIA SALVADORA HOJE (12/03)! IDOSOS de 65,66,67,68 anos para cima vão receber R$ 250 do vale-sacolão e brasileiros pulam de alegria

IDOSOS podem receber benefícios. Foto: Reprodução

Recebemos uma ótima notícia para os beneficiários do BPC (Benefício de Prestação Continuada). Um projeto da Câmara dos Deputados está em andamento para implementar o “Vale-Sacolão“, em auxilio financeiro voltado para a compra de alimentos. Essa iniciativa tem o potencial de aumentar a renda dessas pessoas e proporcionar maior segurança alimentar.

O Vale-Sacolão é um projeto em tramitação na Câmara dos Deputados que visa auxiliar os beneficiários do BPC na compra de alimentos. Com um valor mensal de R$ 250, esse benefício tem o objetivo de aumentar a renda dessas pessoas e promover a segurança alimentar, principalmente dos idosos a partir de 65 anos.

O Vale-Sacolão tem um papel fundamental na promoção da segurança alimentar dos beneficiários do BPC. Com esse auxílio financeiro, as famílias terão mais recursos para adquirir alimentos e suprir suas necessidades básicas. Além disso, o projeto também busca reduzir os gastos com alimentação, proporcionando um alívio financeiro para essas pessoas.

O Vale-Sacolão é uma iniciativa promissora que visa auxiliar os beneficiários do BPC na compra de alimentos. Com um valor mensal de R$ 250, esse benefício tem o potencial de aumentar a renda dessas pessoas e promover uma maior segurança alimentar. É importante acompanhar a tramitação do projeto de lei para saber quando o Vale-Sacolão estará disponível para os beneficiários do BPC.

Requisitos para receber o Vale-Sacolão de R$250,00

Para se enquadrar nos critérios de elegibilidade para receber o Vale-Sacolão, é necessário atender aos seguintes requisitos:

  1. Ser beneficiário do Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  2. Ter uma renda familiar mensal de até um salário-mínimo;
  3. Manter os dados atualizados no Cadastro Único (CadÚnico).

É importante ressaltar que o projeto de lei 1084/2022, que propõe a criação do Vale-Sacolão, está em fase de tramitação. O texto já foi enviado às comissões de Seguridade Social e Família, Finanças e Tributação, e aguarda aprovação das comissões de Previdência e Família, Finanças e Tributação, Constituição e Cidadania antes de ser votado em plenário.

Diferente do que muitos pensam, o BPC não é uma aposentadoria. Ele é um benefício assistencial destinado a pessoas de baixa renda. Dessa forma, não é necessário ter feito contribuições ao INSS para ser elegível ao BPC. O benefício é voltado para pessoas com deficiência de longa duração, incluindo pessoas autistas, e idosos.

O processo para solicitar o BPC é simples e pode ser feito de forma gratuita pela internet. Basta acessar o site do INSS e preencher o formulário de requerimento. É importante fornecer todas as informações corretas e atualizadas para evitar problemas na análise do pedido.

Carteira do Idoso também garante benefícios

Todas as pessoas com mais de 60 anos e que recebam até 2 salários mínimos podem solicitar a Carteira do Idoso. Para isso, é preciso ser cadastrado no CadÚnico, o Cadastro Único para Programas do Governo Federal. Caso você ainda não tenha o cadastro, é necessário entrar em contato com o CRAS mais próximo para realizá-lo.

Para emitir a carteira do idoso pela internet, siga o passo a passo abaixo:

  1. Acesse o site da Carteira do Idoso
  2. Selecione a opção “Emitir Carteira” na página inicial.
  3. Faça o login na sua conta Gov.br. Caso ainda não possua uma conta, é necessário criar uma.
  4. Após fazer o login, autorize o uso dos seus dados pessoais.
  5. Na página seguinte, você encontrará as opções para emitir a carteira do idoso, verificar suas carteiras, validar ou gerar um relatório.
  6. Selecione a opção de emitir a carteira do idoso.
  7. Após emitir a carteira, você pode imprimir o documento ou salvá-lo em seu computador ou celular.

Emitindo a Carteira do Idoso pelo CRAS

Caso você prefira solicitar a carteira do idoso pessoalmente, também é possível fazer isso no CRAS. Para isso, é necessário comparecer ao local com os seguintes documentos:

  • Documento de identidade com foto
  • CPF
  • Número do NIS (Número de Inscrição Social)

Caso você ainda não possua o CadÚnico, aproveite essa oportunidade para realizar o cadastro e já emitir a sua carteira do idoso. Vale ressaltar que a emissão da carteira pelo CRAS pode levar até 45 dias para ficar pronta. Caso você precise do documento com urgência, o CRAS pode emitir uma declaração provisória para você.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação

Política de privacidade e cookies