Benefícios SociaisBolsa FamíliaGeral

DECISÃO de LULA em VIGOR para NIS 1,2,3,4,5,6,7,8,9 e 0: Bolsa Família tem 1 BOA e 1 MÁ Notícia para JULHO hoje (12/07) e pega todos de surpresa

DECISÃO de LULA em VIGOR para NIS 1,2,3,4,5,6,7,8,9 e 0: Bolsa Família tem 1 BOA e 1 MÁ Notícia para JULHO hoje (11/07) e pega todos de surpresa
DECISÃO de LULA em VIGOR para NIS 1,2,3,4,5,6,7,8,9 e 0: Bolsa Família tem 1 BOA e 1 MÁ Notícia para JULHO hoje (11/07) e pega todos de surpresa – Imagem: Reprodução.

O Programa Bolsa Família, um dos maiores e mais importantes programas de transferência de renda do Brasil, desempenha um papel crucial no apoio a milhões de famílias em situação de vulnerabilidade social.

Com o objetivo de fornecer assistência financeira regular a essas famílias, o governo federal divulga anualmente o calendário de pagamentos do Bolsa Família, permitindo que os beneficiários possam planejar e gerenciar seus recursos de maneira eficiente.

Veja o calendário de pagamentos do Bolsa Família para o mês de julho de 2024, incluindo informações sobre as datas de depósito, os valores dos diferentes benefícios e os requisitos para recebimento.

Boa notícia! Datas de pagamento do Bolsa Família em Julho já liberadas

O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), em parceria com a Caixa Econômica Federal, definiu o calendário de pagamentos do Bolsa Família para o mês de julho de 2024.

As transferências serão realizadas de acordo com o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) de cada beneficiário, conforme detalhado a seguir:

Último Dígito do NISData de Pagamento
118 de julho
219 de julho
322 de julho
423 de julho
524 de julho
625 de julho
726 de julho
829 de julho
930 de julho
031 de julho

É importante que os beneficiários fiquem atentos a essas datas, a fim de garantir que possam acessar seus benefícios no momento correto e planejar suas despesas de acordo com o calendário estabelecido.

Valor do benefício do Bolsa Família em 2024

O valor do benefício do Bolsa Família permanecerá em R$ 600 por família, conforme anunciado pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS).

Esse valor foi estabelecido com base em estudos e análises realizados pelo governo, visando atender às necessidades básicas das famílias beneficiárias.

Além do Benefício de Renda de Cidadania (BRC) de R$ 142 por pessoa da família, o Bolsa Família oferece outros benefícios complementares, dependendo da situação de cada beneficiário:

  • Benefício Complementar (BCO): Valor adicional para famílias cuja soma dos benefícios não atinja R$ 600, garantindo o mínimo de R$ 600 por família;
  • Benefício Primeira Infância (BPI): Extra de R$ 150 por criança com idade entre zero e sete anos incompletos;
  • Benefício Variável Familiar (BVF): Adicional de R$ 50 para gestantes e crianças/adolescentes entre 7 e 18 anos incompletos;
  • Benefício Variável Familiar Nutriz (BVN): Extra de R$ 50 por membro da família com até sete meses incompletos. As transferências desse benefício começam em setembro;
  • Benefício Extraordinário de Transição (BET): Garantia de que ninguém receba menos do que recebia no programa anterior (Auxílio Brasil). Esse benefício é válido até maio de 2025.

Essa combinação de benefícios visa atender às necessidades específicas de cada família, proporcionando um apoio mais abrangente e eficaz.

Requisitos para recebimento do Bolsa Família

Para receber o Bolsa Família, as famílias devem cumprir algumas condições nas áreas de saúde e educação, tais como:

  • Frequência escolar para crianças e adolescentes entre quatro e 17 anos;
  • Acompanhamento pré-natal para gestantes;
  • Acompanhamento nutricional das crianças até sete anos;
  • Cumprimento do calendário nacional de vacinação.

Ao matricular a criança na escola e vaciná-la no posto de saúde, a família deve informar que é beneficiária do Bolsa Família, a fim de comprovar o cumprimento dessas condicionalidades.

Má notícia! Cortes no Orçamento do Bolsa Família

O governo federal anunciou um corte de quase R$ 26 bilhões na proposta de orçamento para o próximo ano. Essa redução significativa nos gastos afetará diretamente o Programa Bolsa Família, um dos principais programas de transferência de renda do país.

Além disso, haverá uma proposta de contingenciamento no relatório de despesas ainda para este ano de 2023. Esses cortes, segundo os ministros Fernando Haddad e Simone Tebet, serão resultado de um “pente fino” realizado pela equipe econômica e pelo próprio presidente Lula.

Infelizmente, os detalhes sobre esse “pente fino” e quais serão os programas ou benefícios sociais afetados não foram divulgados até o momento. O que se sabe é que uma proposta de bloqueio ou contingenciamento será apresentada no relatório de despesas no próximo dia 22 de julho.

Consulta pelo Cadastro Único (CadÚnico)

A primeira forma de consultar a situação do seu benefício do Bolsa Família é através do site do Cadastro Único (CadÚnico). Essa plataforma permite acessar informações sobre o recebimento de todos os benefícios sociais do governo.

Para realizar a consulta, basta acessar o site do CadÚnico e clicar na opção “Meu Benefício”. Nessa seção, você poderá obter um comprovante de cadastro em “Consulta Simples” ou informações detalhadas na área de “Consulta Completa”.

Além disso, o sistema também exibirá o seu Número de Identificação Social (NIS), que é fundamental para determinar a data de pagamento do Bolsa Família. Todas as informações sobre os membros da sua família cadastrada também estarão disponíveis.

Consulta pelo Aplicativo do Bolsa Família

Outra opção para verificar a situação do seu benefício é através do aplicativo oficial do Programa Bolsa Família. Esse aplicativo está disponível para download nas plataformas Android (Play Store) e iOS (App Store).

Após instalar o aplicativo, basta clicar na opção “Consulta” e fazer o acesso de duas formas: pelo número do CPF ou com uma senha criada exclusivamente para o app. Caso ainda não tenha a senha, é possível realizar o cadastro informando seu nome completo, data de nascimento e um endereço de e-mail.

Ao acessar o aplicativo, você poderá visualizar um cadeado com a informação sobre o seu benefício, se está ou não liberado. Além disso, é possível consultar os próximos recebimentos, verificando se as parcelas estão liberadas, bloqueadas, enviadas para crédito, canceladas, pagas ou pendentes.

Consulta por Telefone

Além das opções online, você também pode consultar a situação do seu benefício do Bolsa Família por telefone. Basta ligar para o número 121 ou entrar em contato pelo WhatsApp (61) 4042-1552.

Esses canais de atendimento do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. Neles, você poderá obter informações atualizadas sobre o seu Bolsa Família.

Carolina Ramos Farias

Redatora do Revista dos Benefícios, é Graduada pela Universidade do Estado da Bahia - UNEB. Especialista em redação sobre Direitos do Trabalhador e Benefícios Sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *