Direitos do TrabalhadorGeralINSS

Aumento na aposentadoria do INSS deixa beneficiários com nº final 0,1,2,3,4,5,6,7,8 e 9 em festa; veja se você tem direito

Aumento na aposentadoria do INSS deixa beneficiários com nº final 0,1,2,3,4,5,6,7,8 e 9 em festa; veja se você tem direito
Aumento na aposentadoria do INSS deixa beneficiários com nº final 0,1,2,3,4,5,6,7,8 e 9 em festa; veja se você tem direito – Imagem: Reprodução.

O recente aumento de 25% nas aposentadorias do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) trouxe rompimento e contentamento entre os beneficiários.

Essa medida, aprovada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), representa um passo importante no compromisso do órgão em atender às necessidades específicas daqueles que dependem desses benefícios.

Neste texto, exploraremos os detalhes dessa conquista, que têm direito ao adicional, como doenças que concedem acesso imediato e o impacto positivo que essa melhoria pode trazer para a vida dos aposentados.

Adicional de 25% na aposentadoria do INSS

O aumento de 25% nas aposentadorias do INSS foi aprovado pelo STF há algum tempo, reforçando o compromisso do órgão em mitigar as necessidades específicas dos beneficiários.

Essa medida traz alívio financeiro significativo aos que dependem de assistência permanente de terceiros devido a condições graves de saúde, prestando um suporte adicional necessário.

Quem tem direito ao adicional de 25%?

O adicional de 25% é reservado aos beneficiários da Aposentadoria por Incapacidade Permanente, sendo um acréscimo devido àqueles que dependem do acompanhamento constante de terceiros para realizar tarefas cotidianas, como limpar a casa, fazer comida e até mesmo tomar banho.

Dessa forma, o aumento na aposentadoria do INSS contempla apenas aqueles que possuem aposentadoria por invalidez permanente, anteriormente conhecido como aposentadoria por invalidez.

Doenças que concedem direito imediato ao benefício

O Anexo I do Decreto 3.048/99 traz algumas situações nas quais o aposentado por invalidez pode receber o adicional de 25%, como cegueira total, perda de nove dedos das mãos ou superiores a esta, paralisia de dois membros superiores ou inferiores, entre outras.

No entanto, não é necessário apresentar uma dessas enfermidades para receber o adicional, pois a lei determina que o único requisito é a necessidade de assistência permanente de outra pessoa.

Solicitação de aumento de 25% no salário do INSS

Para solicitar o adicional de 25% na aposentadoria, o beneficiário deve seguir alguns passos:

  1. Acesse o portal ou o aplicativo Meu INSS e realize o login com seu usuário e senha;
  2. Dentro da plataforma, selecione a opção “Retratação Adicional” e verifique se atende aos requisitos exigidos;
  3. Anexe os documentos médicos necessários que comprovem a necessidade permanente de cuidados;
  4. Enviar o pedido e aguardar a avaliação e aprovação dos peritos do INSS;
  5. Uma vez aprovado, o valor adicional será incorporado ao benefício mensal automaticamente.

O aumento de 25% na aposentadoria do INSS pode trazer melhorias significativas para a vida dos beneficiários. Por exemplo, um aposentado que recebeu o piso de R$ 1.412,00 passaria a receber R$ 1.765,00 com o adicional, representando um aumento substancial na renda mensal.

Essa melhoria na renda pode possibilitar o pagamento de cuidadores profissionais, garantindo assistência que seria impossível sem o adicional. Além disso, o beneficiário poderá ter acesso a tratamentos e terapias especializadas, melhorando diretamente seu estilo de vida.

Consulta do número do benefício do INSS

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é uma entidade responsável pela gestão da Previdência Social no Brasil.

Quando uma pessoa tem um benefício aprovado, como aposentadoria, pensão ou outros auxílios, ela recebe uma identificação única de dez números que servem para consultar informações e detalhes sobre o seu pagamento.

Todavia, muitas vezes os segurados acabam esquecendo esse número, dificultando o acompanhamento dos seus benefícios.

Felizmente, existem diversas maneiras de consultar o número do benefício do INSS usando apenas o seu Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). Veja como a seguir!

Acesso Online: Meu INSS e Gov.br

Uma das formas mais práticas de consultar o número do seu benefício do INSS é através do site e do aplicativo Meu INSS.

Com a integração da base de dados do Governo Federal, agora todos os acessos são feitos a partir do login e senha do Gov.br, dispensando a necessidade de informar os dados de nascimento.

Para realizar uma consulta, basta ter em mãos um documento com o seu número de CPF e acessar as plataformas do Meu INSS.

No site, você poderá visualizar o número do benefício e o extrato de pagamentos. Já no aplicativo, além dessa funcionalidade, também é possível agendar serviços como perícias médicas e solicitação de novos benefícios.

Central de Atendimento do INSS

Outra opção para consultar o número do seu benefício do INSS é através da central de atendimento telefônico, disponível pelo número 135.

O serviço funciona de segunda a sábado, das 7h às 22h (horário de Brasília), e você só precisa informar o seu número do CPF.

Essa é uma alternativa prática para quem prefere o atendimento por telefone ou não tem acesso à internet.

Além de obter o número do benefício, você também pode esclarecer dúvidas sobre o seu processo e acompanhar o status dos requisitos.

Carolina Ramos Farias

Redatora do Revista dos Benefícios, é Graduada pela Universidade do Estado da Bahia - UNEB. Especialista em redação sobre Direitos do Trabalhador e Benefícios Sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *