EconomiaGeralNotícias

A marca de sorvete, rival da Nestlé, retirada de mercados pela Anvisa urgentemente

A marca de sorvete, rival da Nestlé, retirada de mercados pela Anvisa urgentemente
A marca de sorvete, rival da Nestlé, retirada de mercados pela Anvisa urgentemente. Foto: Reprodução

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) desempenha um papel crucial na garantia da segurança e qualidade dos produtos e serviços que fazem parte do nosso cotidiano.

Recentemente, a ANVISA emitiu resoluções proibindo a comercialização de diversos itens muito queridos pelos brasileiros, incluindo uma marca de sorvete rival da Nestlé e um tipo de queijo muito popular.

A Proibição do Sorvete D’Cremosinho

Em julho de 2023, a ANVISA emitiu a resolução n° 2.469, determinando a suspensão da distribuição, comercialização e utilização de um lote específico do picolé sabor chiclete da marca D’Cremosinho, fabricado pela empresa MD Indústria e Comércio de Sorvetes LTDA.

Essa medida foi tomada após a própria empresa anunciar um recolhimento voluntário do lote em questão, devido à contaminação por enterobacteriaceae.

A Nestlé informou que sua receita bruta no acumulado de 2023 recuou 1,5% em comparação com 2022, totalizando 93 bilhões de francos suíços (cerca de US$ 105,55 bilhões) ante 94,4 bilhões de francos suíços (US$ 107,14 bilhões) no ano anterior.

Esse leve declínio na receita foi atribuído a uma combinação de fatores, incluindo a fraca demanda dos consumidores, restrições de capacidade e uma interrupção temporária no fornecimento de vitaminas, minerais e suplementos no segundo semestre.

Enterobacteriaceae: Um Risco Sério à Saúde

As enterobactérias são microrganismos extremamente prejudiciais à saúde humana, podendo causar sérios problemas pulmonares.

De acordo com o site Medicina Net, essas bactérias podem levar à pneumonia associada à ventilação mecânica e também podem ser causas de pneumonia nosocomial em pacientes fora de ventilação mecânica, ou seja, podem fazer com que os pulmões parem de funcionar, o que pode ser fatal.

Apesar de não ter encontrado nenhuma nota oficial da empresa sobre o ocorrido, a ANVISA confirmou que a MD Indústria e Comércio de Sorvetes LTDA (D’Cremosinho) já retirou o lote contaminado do mercado, estando, portanto, apta a voltar a comercializar seus produtos normalmente.

A Proibição do Queijo Minerbom

Em março de 2023, a ANVISA publicou a resolução n° 736, proibindo a comercialização, distribuição, fabricação, propaganda e uso do produto queijo tipo mussarela, marca Minerbom, da empresa Laticínio Mineiro Limitada.

Inadequações no Registro e Origem Desconhecida

Segundo o portal da Vigilância Sanitária de SC, a proibição se deu pelo fato de a marca de queijo apresentar inadequações no número de registro, além da origem e local de produção serem desconhecidos. Essa falta de informações impossibilitou a ANVISA de garantir a boa qualidade do alimento, que poderia conter uma substância fatal.

Situação Atual da Medida Cautelar

De acordo com uma consulta no portal da ANVISA, a medida cautelar que proíbe a comercialização do queijo Minerbom ainda está ativa. No entanto, não foram obtidas maiores informações sobre possíveis atualizações ou desdobramentos do caso.

Para o acumulado do ano fiscal de 2024, a Nestlé espera um crescimento orgânico nas vendas em torno de 4% e um aumento moderado na margem de lucro operacional. Além disso, a empresa projeta que o lucro por ação subjacente em moeda constante aumente entre 6% e 10%.

Já as metas de médio prazo para 2025 foram estabelecidas em crescimento orgânico de vendas de um dígito médio e uma faixa de margem de lucro operacional de negociação subjacente de 17,5% a 18,5%. O lucro por ação subjacente em moeda constante deve aumentar entre 6% e 10%.

Abquesia Farias

Especialista em Redação por mais de 5 anos, escreve textos para o Revista dos Benefícios com temas de Benefícios Sociais, Direitos do Trabalhador e Economia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *