Revista dos Benefícios

FERIADO DE 3 DIAS: Confirmação AO VIVO na Globo que deixa o Brasil de boca aberta

GLOBO confirma AO VIVO feriado de 3 dias, mas outra triste notícias deixa brasileiros de boca aberta
GLOBO confirma AO VIVO feriado de 3 dias, mas outra triste notícias deixa brasileiros de boca aberta | Foto: Reprodução/TV Globo

Nesta semana, César Tralli interrompeu o Jornal Hoje, da Globo, com uma notícia que preocupou muitos brasileiros. Ele atualizou sobre o feriado Eid al-Fitr, que marca o fim do Ramadã. No entanto, devido aos impactos da guerra em Gaza, a população não está celebrando como de costume.

O feriado, que geralmente é um momento de alegria e união familiar, este ano não teve festividades devido às trágicas mortes de mais de 33 mil palestinos em Gaza. A guerra continua deixando o Brasil e o mundo com o coração partido.

CÉZAR TRALLI traz triste notícia sobre feriado de 3 dias no ORIENTE MÉDIO

“Um feriado religioso de três dias começa hoje em todo o mundo islâmico, tradicionalmente é uma data de celebração”, iniciou o âncora.

“Mas, neste ano, com a guerra e com a fome em Gaza, os palestinos dizem que não têm o que comemorar”, disse César Tralli.

“Luzes, combros da Mesquita destruída por um ataque israelense aéreo no fim de fevereiro, em Rafah, no sul da faixa de Gaza, palestinos rezam no primeiro dia do feriado Eid al-Fitr, o feriado muçulmano que comemora o fim do Ramadã”, disse a repórter, que continuou:

“Em Rafah, a cidade que o governo de Israel insiste que vai invadir por terra, apesar de abrigar mais de 1 milhão de palestinos”, afirmou o jornalista.

O que é o EID AL-FITR?

O Eid al-Fitr é um feriado tradicional de três dias para os muçulmanos, embora sua duração possa variar em diferentes países. Neste ano, a celebração teve início no dia 09 de Abril. O feriado começa com uma cerimônia de oração ao amanhecer, seguida por uma breve mensagem religiosa.

Durante o deslocamento para a oração, os muçulmanos expressam louvor a Deus. Antes da oração, é comum consumir doces, como os biscoitos recheados com tâmaras conhecidos como maamoul no Médio Oriente, dando ao Eid o apelido de “Eid doce”. Após a oração, as pessoas visitam familiares e vizinhos, trocando doces e celebrando juntos.

As crianças recebem presentes e dinheiro, contribuindo para o clima festivo. Algumas tradições incluem a decoração das mãos com henna, visitas aos cemitérios para homenagear os falecidos e a iluminação das ruas nas cidades de maioria muçulmana, com festividades para marcar o fim do mês de jejum.

Feriado muçulmano em meio à guerra

A reportagem do Jornal Hoje mostrou que as pessoas passaram o dia visitando familiares em cemitérios durante o feriado. Em algumas cidades, as pessoas expressaram solidariedade a Gaza, realizaram orações e até protestos. No Egito, os moradores tentaram trazer um pouco de alegria às crianças, assim como em Gaza.

César Tralli, ao final da reportagem, lamentou a inocência das crianças ao brincarem nos escombros de um prédio que desabou.

“Inocência das crianças né, brincando nos escombros de um prédio que desabou”, lamentou César

Vale lembrar que o jornalista se tornou um dos principais jornalistas da Globo desde que ingressou na emissora em 1993, inicialmente como correspondente internacional.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação

Política de privacidade e cookies