Cartão de CréditoEconomiaGeral

MARTELO BATIDO e confirmado HOJE (28/02): Lula assina nova lei e vai impactar CPFs com cartão de crédito final 1,2,3,4,5,6,7,8,9.e 0

MARTELO BATIDO e confirmado HOJE (26/02): Lula assina nova lei e vai impactar CPFs com cartão de crédito final 1,2,3,4,5,6,7,8,9.e 0
MARTELO BATIDO e confirmado HOJE: Lula assina nova lei e vai impactar CPFs com cartão de crédito final 1,2,3,4,5,6,7,8,9.e 0 – Imagem: Igo Estrela.

Neste ano, entrou em vigor uma nova lei do cartão de crédito assinada pelo presidente Lula, com o objetivo de salvar milhões de trabalhadores e aposentados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Antes dessa nova lei, os juros do rotativo do cartão de crédito eram considerados abusivos, chegando a 431,6% ao ano. Com a assinatura do presidente Lula, a lei estabelece que a dívida total, somada aos juros, não poderá ultrapassar o dobro do débito principal.

Por exemplo, se uma dívida principal tem o valor de R$ 100 reais, a cobrança dos juros e encargos não poderá exceder os R$ 200. Essa medida é uma forma de garantir que os consumidores não fiquem presos em dívidas impagáveis, evitando situações de endividamento excessivo.

Além disso, a nova lei também traz a possibilidade de portabilidade gratuita do saldo devedor do cartão de crédito rotativo para outra instituição financeira a partir de 1º de julho de 2024.

A saber, o crédito rotativo é uma modalidade de pagamento ativada automaticamente quando o cliente não paga o valor total da fatura do cartão até a data de vencimento. Essa categoria é conhecida por ser a mais cara do Brasil, com altas taxas de juros. Portanto, é importante evitar ao máximo entrar nessa situação, procurando sempre pagar o valor total da fatura mensalmente, para evitar o acúmulo de juros abusivos.

O uso do cartão será controlado?

Embora a nova lei do cartão de crédito traga benefícios para os consumidores, limitando os juros do rotativo e permitindo a portabilidade do saldo devedor, ela também pode ter reflexos secundários na oferta de crédito.

Os bancos podem se sentir mais cautelosos ao oferecer crédito, uma vez que os juros estão limitados e as possibilidades de lucro podem ser reduzidas.

Todavia, é importante ressaltar que a nova legislação busca proteger os consumidores de práticas abusivas e garantir que o crédito seja acessível e justo para todos.

Com a transparência e a limitação dos juros, espera-se que os brasileiros possam utilizar o cartão de crédito de forma mais consciente e controlada.

Novo cartão do INSS

Em um mundo cada vez mais conectado e digital, é fundamental que todas as pessoas tenham acesso a instrumentos financeiros e crédito. Com esse objetivo em mente, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) oferece neste ano de 2024 um novo cartão de crédito consignado voltado para aposentados e pensionistas de todos os números finais de benefício, ou seja, 1,2,3,4,5,6,7,8,9 e 0.

Para quem não sabe, o novo cartão de crédito INSS é destinado para pessoas que atendam a certos critérios. Para solicitar o cartão, é necessário ser aposentado ou pensionista do INSS, ter vínculo com o Benefício de Prestação Continuada (BPC) ou salário-maternidade, ou ainda ser funcionário público em níveis municipais, estaduais ou federais.

Uma vez que o cliente atenda a esses critérios, ele poderá desfrutar de uma série de benefícios com o novo cartão de crédito do INSS. Uma das principais vantagens é a taxa de juros mais baixa em comparação com a média oferecida pelos bancos privados. Isso pode resultar em economias significativas ao longo do tempo.

Além disso, o INSS não cobra anuidade pelo uso do cartão, o que é uma vantagem adicional em comparação com muitas outras instituições bancárias. A solicitação do cartão é de crédito do INSS pode ser feita pela internet mesmo, sem necessidade de ir até uma rede do INSS no município em que o segurado reside.

Veja como pedir o novo cartão de crédito do INSS

Para solicitar o novo cartão de crédito INSS, é necessário cumprir os critérios mencionados anteriormente. Os interessados devem ser aposentados ou pensionistas do INSS, ter vínculo com o Benefício de Prestação Continuada (BPC) ou salário-maternidade, ou ainda ser funcionário público em níveis municipais, estaduais ou federais.

Uma vez que esses critérios sejam atendidos, o solicitante pode acessar o portal oficial do INSS e encontrar informações detalhadas sobre como proceder com a solicitação. O processo é totalmente digital, o que significa que não é necessário visitar um banco ou outro local físico para obter o cartão.

O INSS acredita que o novo cartão pode trazer acesso ao crédito para melhorar a qualidade de vida dos aposentados e pensionistas. Dessa forma, a instituição busca tornar o acesso o mais fácil e acessível possível, promovendo a inclusão financeira.

Carolina Ramos Farias

Redatora do Revista dos Benefícios, é Graduada pela Universidade do Estado da Bahia - UNEB. Especialista em redação sobre Direitos do Trabalhador e Benefícios Sociais