Revista dos Benefícios

Falência GERAL: O fim de marca de chocolate SUPER AMADA pelos brasileiros após anos e todos de queixo caído com DÍVIDA lá nas montanhas

Falência GERAL: O fim de marca de chocolate SUPER AMADA pelos brasileiros após anos e todos de queixo caído com DÍVIDA lá nas montanhas
Falência GERAL: O fim de marca de chocolate SUPER AMADA pelos brasileiros após anos e todos de queixo caído com DÍVIDA lá nas montanhas – Imagem: Reprodução.

Nos corações dos brasileiros, há uma marca de chocolate que deixou um gosto doce e nostálgico por muitos anos. No entanto, infelizmente, essa marca amada perdeu um destino trágico e doloroso – a falência.

Após décadas de sucesso, a empresa não conseguiu superar uma dívida milionária e teve que fechar suas portas. Conheça a história dessa marca icônica, os eventos que levaram à sua falência e o impacto que isso teve no mercado de chocolates.

O fim da fábrica de Chocolate

Durante anos, a marca de chocolate em questão foi a queridinha dos brasileiros. Com seus chocolates em formatos divertidos, como cigarros, lápis e moedas, eles conquistaram o paladar e a imaginação de crianças e adultos.

Seus produtos eram sinônimos de qualidade e sabor, tornando-se uma presença constante nas prateleiras dos supermercados e nas memórias afetivas de muitos.

No entanto, como em todas as histórias de sucesso, houve momentos de desafios e dificuldades. Em 2017, a marca planejou uma reestruturação interna que resultou na queda nas vendas e nos lucros. Essa situação já era preocupante, mas o pior ainda estava por vir.

Assim como muitas outras empresas ao redor do mundo, a fábrica de chocolates Pan foi duramente afetada pela pandemia do coronavírus.

Com as restrições impostas e a diminuição do poder aquisitivo da população, as vendas despencaram e a dívida da empresa começou a se acumular. Mesmo com medidas de redução de custos e estratégias de marketing, não foi possível reverter a delicada situação financeira.

Em meio às dificuldades financeiras, a marca de chocolate foi obrigada a entrar com um processo de falência. Esse processo visa liquidar os ativos da empresa para pagar dívidas com credores, fornecedores e funcionários. No caso dessa marca em específico, as dívidas acumuladas ultrapassaram a marca de R$ 260 milhões.

A nova Casa da Fábrica

Apesar da deficiência, a história da marca de chocolate não termina totalmente. Em 2023, uma fábrica da empresa, localizada em São Caetano do Sul, na Grande São Paulo, foi adquirida em um leilão pela Cacau Show.

A famosa marca de chocolates investiu R$ 71 milhões para obter o espaço, que agora é livre de pendências financeiras. Embora a empresa tenha sido vendida, isso não significa o fim dos produtos que eram tão amados pelos brasileiros.

A Real Solar, uma empresa de Goianinha, adquiriu os 37 nomes da marca de chocolate por R$ 3,1 milhões. Isso garante que, mesmo com novos proprietários, os chocolates continuem sendo produzidos e comercializados, mantendo viva a nostalgia e a tradição.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação

Política de privacidade e cookies