Benefícios SociaisBolsa FamíliaGeral

Dia de sorte HOJE (26/03) para brasileiros do Bolsa Família com NIS 1,2,3,4,5,6,7,8,9 e 0

Dia de sorte HOJE (25/03) para brasileiros do Bolsa Família com NIS 1,2,3,4,5,6,7,8,9 e 0
Bolsa Família – Imagem: Reprodução.

O programa Bolsa Família passará por reformulações significativas em 2024, visando ampliar sua cobertura e oferecer benefícios para às famílias brasileiras.

Em primeiro lugar, a partir de março de 2024, o Bolsa Família trará novas regras e benefícios significativos para as famílias beneficiárias. O programa terá um investimento total de R$ 14,15 bilhões, beneficiando cerca de 20,89 milhões de famílias em todo o país.

Essa ampliação da cobertura é resultado dos ajustes recentes promovidos pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social. Uma das principais mudanças é o aumento do valor do benefício mínimo, que passará a ser de R$ 600.

No entanto, devido a adições recentes, o valor médio do benefício se eleva para impressionantes R$ 679,23. Essa atualização busca proporcionar um apoio às famílias em situação de vulnerabilidade social, principalmente para famílias com crianças.

Além do valor base, o Bolsa Família contará com três benefícios adicionais específicos, destinados a apoiar as famílias de diferentes formas. Entre eles, destaca-se:

  1. Benefício de Renda de Cidadania (BRC): Valor básico de R$ 142 por integrante da unidade familiar.
  2. Benefício Complementar (BCO): Valor suplementar para famílias cuja soma dos benefícios não atinja R$ 600.
  3. Benefício Primeira Infância (BPI): Incremento de R$ 150 por infante de zero a sete anos.
  4. Benefício Variável Familiar (BVF): Acréscimo de R$ 50 para gestantes e jovens de 7 a 18 anos.
  5. Benefício Variável Familiar Nutriz (BVN): Suplemento de R$ 50 para cada membro com até sete meses de idade (nutriz).
  6. Benefício Extraordinário de Transição (BET): Aplicado em circunstâncias específicas até maio de 2025, com o propósito de garantir que nenhum beneficiário receba quantia inferior à concedida no programa anterior (Auxílio Brasil).

Alterações importantes na estrutura do programa

Além das mudanças nos benefícios, o Bolsa Família passará por alterações importantes em sua estrutura a partir de 2024. Uma das principais mudanças é a exclusão do desconto do Seguro Defeso para aqueles que dependem exclusivamente da pesca artesanal durante o período de piracema (reprodução dos peixes). Essa medida foi implementada pela Lei 14.601/2023 e garantirá que essas famílias não tenham o desconto aplicado ao seu benefício.

Outra alteração relevante é a integração dos dados do Bolsa Família com o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), que ocorreu a partir de julho do ano passado.

Essa integração permitiu a atualização dos critérios de elegibilidade, resultando no cancelamento de benefícios para cerca de 270 mil famílias que excediam o limite de renda estabelecido pelo programa.

Paralelamente, a busca ativa possibilitou a inclusão de 100 mil novas famílias no programa somente neste mês. Essa medida é fundamental para garantir que todas as famílias em situação de vulnerabilidade social tenham acesso aos benefícios do Bolsa Família.

Bolsa Família tem pagamentos de março em andamento

De acordo com nosso especialista Saulo Moreira, do Revista dos Benefícios, as famílias que recebem o Bolsa Família devem atender a algumas condições nas áreas de saúde e educação. Entre elas, está a exigência de frequência escolar para crianças e adolescentes entre quatro e 17 anos, acompanhamento pré-natal para gestantes, monitoramento nutricional das crianças até sete anos e seguimento do calendário nacional de vacinação.

O calendário de pagamentos do Bolsa Família é organizado de acordo com o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) de cada beneficiário. Confira as datas de pagamento para março de 2024:

NIS FinalData de Pagamento
115 de março
218 de março
319 de março
420 de março
521 de março
622 de março
725 de março
826 de março
927 de março
028 de março

É importante ressaltar que o calendário de pagamentos do Bolsa Família pode sofrer ajustes ao longo do ano. Portanto, é fundamental que os beneficiários estejam atentos às informações divulgadas pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome e pela Caixa Econômica Federal.

Como Receber o Bolsa Família?

  • Em primeiro lugar, para receber o Bolsa Família, é necessário estar cadastrado no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.
  • O responsável familiar deve procurar o setor responsável pelo Cadastro Único no município onde reside e realizar o cadastro, fornecendo informações sobre a composição da família, renda mensal, escolaridade, entre outros dados.
  • Após o cadastramento, o governo avalia se a família atende aos critérios de elegibilidade para o programa.
  • Caso seja aprovada, a família receberá um cartão magnético, que será utilizado para sacar o valor do benefício em uma agência da Caixa Econômica Federal ou em casas lotéricas.
  • É importante destacar que o Bolsa Família é um programa voltado para a assistência social e o combate à pobreza, e seu objetivo é oferecer um auxílio temporário para que as famílias possam superar as dificuldades financeiras e conquistar autonomia.

Carolina Ramos Farias

Redatora do Revista dos Benefícios, é Graduada pela Universidade do Estado da Bahia - UNEB. Especialista em redação sobre Direitos do Trabalhador e Benefícios Sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *