INSSDireitos do TrabalhadorGeral

AVISO GERAL hoje (24/05) para IDOSOS de 60,61,62,63,64 anos pra cima e aposentados do INSS (todas as idades)

AVISO GERAL hoje (23/05) para IDOSOS de 60,61,62,63,64 anos pra cima e aposentados do INSS (todas as idades)
AVISO GERAL hoje para IDOSOS de 60,61,62,63,64 anos pra cima e aposentados do INSS (todas as idades). Foto: Revista dos Benefícios

Quando os benefícios do INSS são bloqueados, é natural que os aposentados e pensionistas sintam preocupação. No entanto, é crucial compreender que existem maneiras eficazes de reverter essa situação e garantir o retorno dos pagamentos à sua conta.

Motivos para o bloqueio do benefício do INSS

Os benefícios concedidos pelo INSS, como aposentadorias e pensões, são considerados vitalícios. No entanto, isso não significa que estejam isentos de revisões periódicas.

Caso seja identificado algum descumprimento das regras estabelecidas, o benefício pode ser interrompido até que a situação seja regularizada.

Diversos fatores podem levar ao bloqueio do pagamento do INSS. É crucial manter os dados cadastrais atualizados no Instituto, como endereço, número de celular e e-mail, para garantir que qualquer comunicação relacionada ao benefício seja recebida. Alguns dos principais motivos incluem:

  1. Falta de realização da perícia médica nos casos de aposentadoria por invalidez, auxílio-doença ou auxílio-acidente.
  2. Constatação de que o beneficiário está trabalhando ou administrando um negócio mesmo recebendo benefício por incapacidade.
  3. Questionamentos judiciais relacionados ao cônjuge, dependentes ou herdeiros.
  4. Disputas judiciais sobre o número de contribuições previdenciárias.
  5. Recebimento indevido após o falecimento do titular.
  6. Falta de comprovação de vida.

É importante estar atento a essas possíveis causas e tomar as medidas necessárias para evitar o bloqueio do seu benefício.

Desbloqueando o pagamento do INSS

Caso você seja notificado sobre o bloqueio do seu benefício, é fundamental agir rapidamente. Geralmente, é concedido um prazo mínimo de 30 dias para contestar a decisão.

Para desbloquear o pagamento do INSS, é necessário seguir algumas etapas importantes:

  1. Agendar uma nova perícia médica: Se o bloqueio estiver relacionado a uma aposentadoria por invalidez, auxílio-doença ou auxílio-acidente, é crucial agendar uma nova perícia médica para comprovar sua condição.
  2. Apresentar os documentos necessários na agência do INSS: Reúna todos os documentos solicitados e dirija-se à agência do INSS para apresentá-los.
  3. Verificar problemas na transferência do pagamento: Verifique junto ao seu banco se há algum problema na transferência do pagamento do benefício.
  4. Manter uma comunicação eficiente com o INSS: Mantenha um diálogo constante com o INSS, respondendo a todas as solicitações e cumprindo as obrigações estabelecidas.

Estar atento aos avisos e notificações recebidos pode ajudar a resolver eventuais problemas de forma rápida e eficaz. Seguir esses passos é essencial para evitar interrupções nos pagamentos dos benefícios previdenciários. Uma das principais razões para o bloqueio do benefício é a falta de comprovação de vida. Recentemente, houve uma mudança na forma como a prova de vida é realizada, tornando-se responsabilidade do próprio INSS.

Novo sistema da Prova de Visa do INSS

Anteriormente, os beneficiários precisavam comparecer periodicamente às agências do INSS para comprovar sua existência. Agora, o Instituto é responsável por realizar essa verificação, enviando correspondências ou entrando em contato com os segurados.

É fundamental ficar atento aos comunicados recebidos e cumprir as solicitações do INSS relacionadas à prova de vida. O não atendimento dessas solicitações pode resultar no bloqueio do benefício.

Abquesia Farias

Especialista em Redação por mais de 5 anos, escreve textos para o Revista dos Benefícios com temas de Benefícios Sociais, Direitos do Trabalhador e Economia.