Revista dos Benefícios

VENDA PROIBIDA: Anvisa crava proibição contra 2 molhos de tomate de uma vez só e assusta brasileiros – veja situação hoje (03/05/2024)

VENDA PROIBIDA: Anvisa crava proibição contra 2 molhos de tomate de uma vez só e assusta brasileiros - veja situação hoje (02/05/2024)
VENDA PROIBIDA: Anvisa crava proibição contra 2 molhos de tomate de uma vez só e assusta brasileiros – veja situação hoje (02/05/2024) – Imagem: Reprodução.

Nos últimos anos, temos presenciado diversos casos de produtos alimentícios contaminados, o que tem gerado preocupação e desconfiança por parte dos consumidores. Um dos alimentos mais populares nas cozinhas brasileiras é o molho de tomate, que é utilizado em diversas receitas.

Todavia, recentemente, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a proibição de dois molhos de tomate muito conhecidos devido à contaminação com pelo de rato. Entenda essa proibição e a situação atual dos produtos.

A proibição dos molhos de tomate

A Anvisa determinou a proibição da venda e distribuição de dois lotes de extrato de tomate da marca Elefante e de um lote de molho de tomate tradicional da marca Pomarola. A proibição ocorreu em julho de 2017, após a detecção de pelo de roedor acima do limite máximo de tolerância estabelecido pela legislação.

A contaminação dos produtos foi considerada uma situação grave, uma vez que o molho de tomate é amplamente utilizado na culinária brasileira. A Anvisa agiu de forma rápida e determinou a retirada urgente dos produtos do mercado, a fim de garantir a segurança dos consumidores.

As marcas de molhos de tomate que tiveram suas vendas proibidas pela Anvisa foram a Elefante e a Pomarola. Essas marcas são bastante conhecidas e populares no mercado brasileiro. A proibição da venda e distribuição dos produtos contaminados foi uma medida necessária para proteger a saúde dos consumidores.

A Cargill Agrícola, responsável pela fabricação dos produtos da marca Pomarola, teve que recolher todos os lotes dos produtos contaminados do mercado. A empresa cumpriu voluntariamente a determinação da Anvisa, demonstrando seu compromisso com a segurança alimentar.

Pronunciamento da Empresa

Em pronunciamento, a Cargill informou que tomou conhecimento da determinação da Anvisa em relação aos lotes citados e adotou todas as medidas necessárias para garantir a segurança dos alimentos.

A empresa reiterou seu compromisso em cumprir todas as normas de segurança e padrões de higiene, assegurando que os produtos dos lotes proibidos não oferecem risco à saúde dos consumidores.

A Cargill permanece à disposição para esclarecer qualquer dúvida ou fornecer informações adicionais sobre o assunto. É importante ressaltar que a empresa já regularizou a situação dos produtos e os molhos de tomate Elefante e Pomarola estão sendo comercializados normalmente.

Medidas de Segurança Alimentar

A contaminação de alimentos é uma preocupação constante das autoridades sanitárias. A Anvisa atua como órgão regulador e fiscalizador, estabelecendo padrões de qualidade e segurança para produtos e serviços no Brasil.

A legislação brasileira estabelece limites máximos de tolerância para diversos contaminantes, incluindo pelos de roedores. Esses limites visam garantir a qualidade e segurança dos alimentos consumidos pela população.

As empresas do setor alimentício têm a responsabilidade de adotar medidas de segurança alimentar em todas as etapas da produção, desde o cultivo até a distribuição dos produtos.

Além disso, é fundamental que os consumidores estejam atentos à procedência e qualidade dos alimentos que adquirem.

A importância da Vigilância Sanitária

A Anvisa desempenha um papel fundamental na proteção da saúde dos consumidores. Além de determinar proibições e estabelecer normas de segurança, o órgão também realiza fiscalizações e inspeções em empresas do setor alimentício.

É importante que a população confie nas instituições responsáveis pela vigilância sanitária e siga as recomendações e orientações fornecidas por esses órgãos. A segurança alimentar é um direito de todos os consumidores e deve ser garantida pelas empresas do setor.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação

Política de privacidade e cookies